502 Shares 1295 views

Reclamação privada

O desenvolvimento do estado determina em grande parte a melhoria das leis e dos métodos de gestão. Uma das principais ferramentas do mecanismo estatal é o sistema judicial. O principal indicador de sua eficácia será a consideração completa dos casos em tribunal e a aplicação correta das leis. O status de juiz implica certos conhecimentos e experiência de trabalho em especialidades legais. No entanto, nem conhecimento nem experiência dão uma garantia total contra erros judiciais. Para proteger seus direitos civis e a possibilidade de sua plena implementação, há uma determinada ordem, segundo a qual uma queixa é arquivada para a definição do tribunal.


Uma reclamação privada é arquivada pelas partes envolvidas no caso, tanto por parte do demandante quanto pelo entrevistado. Além disso, é servido por pessoas que aparecem no caso.

Uma queixa privada pode ser apresentada no prazo de quinze dias a contar da data da determinação pelo tribunal. No caso de faltar o prazo para a sua submissão por uma boa razão, você pode apresentar uma petição na qual a parte ou pessoa no caso solicita a restauração desta vez.

Uma denúncia privada sobre a definição de um tribunal distrital é considerada por um tribunal regional ou regional. Assim como o recurso, uma queixa privada é arquivada pelo mesmo tribunal.

Em geral, essas determinações judiciais são objeto de recurso, com base em que o progresso do caso está excluído.

Uma queixa privada de uma decisão judicial pode ser apresentada separadamente de um recurso. Estes são dois tipos diferentes de recursos, embora os princípios sejam gerais.

Além disso, é possível contestar as decisões do tribunal que foram feitas em medidas de segurança em relação ao imóvel em disputa. Uma queixa privada pode ser arquivada como uma definição que proíbe qualquer ação com propriedade antes da decisão ser tomada, ou na medida em que essas medidas são recusadas.

Uma circunstância importante quando uma queixa privada é arquivada é a emissão de uma decisão que se recusa a fornecer provas. Neste caso, a proteção de seus direitos pela pessoa que participa no caso.

Consequências graves podem ocorrer quando uma decisão é emitida com base em que o processo de execução está suspenso ou rescindido . Uma pessoa que anteriormente se candidatou a um tribunal, por exemplo, com uma reivindicação de propriedade, passou por um caminho bastante difícil para obter uma decisão judicial sobre o seu pedido. Em um dia "bom", ele descobre que a execução da penalidade é suspensa.

Neste caso, o abuso de direitos de uma outra parte pode ocorrer. O objetivo neste caso é, no mínimo, obter um atraso na execução da decisão judicial. Em caso de insatisfação pelo tribunal de tal pedido, o atraso na execução pode variar de seis meses a um ano.

O desejo de criar uma lei de direito honesta , a adoção de leis que permitem a maior consideração de qualquer disputa legal, permitem não apenas proteger os direitos dos cidadãos, mas também permitir que pessoas não obedientes abusem de tais leis.