686 Shares 8907 views

O artigo 232 do Código Penal. Organização ou manutenção de tocas ou disposição sistemática de instalações para o consumo de estupefacientes, substâncias psicotrópicas ou seus análogos

Hoje estamos preocupados com o artigo 232 do Código Penal. Ela regula as sanções previstas para a organização de bordéis, ou para a prestação de espaço (sistemático) para a sua existência. Na verdade, é muito terrível crime. E os infratores serão necessariamente punidos. Especialmente o principal organizador da "comunidade". Vamos tentar entender o que um crime está ocorrendo (sua estrutura), e as medidas que serão aplicadas aos autores do ato.


normas

Basicamente, para adivinhar sobre o que será discutido medidas, não é difícil. O ponto é que o artigo 232 do Código Penal (primeira parte) indica que pelo conteúdo e pela organização dos bordéis estabelecidas responsabilidade criminal. Para muitos, ele é associado com prisão. E com razão. Que uma medida como seria o caso em apreço.

Prisão para a organização ou manutenção de tocas e oferecendo lugares para o apoio dos mesmos, pode durar até 4 anos. Além disso, há uma medida adicional especial. Os criminosos serão colocados na chamada obrigatória liberdade condicional depois de sua libertação da prisão. Ele é definido pelo tribunal em uma base individual, mas não pode exceder 12 meses. By the way, vinculada pelo artigo 232 do Código Penal não está registrado. É uma regra não escrita que se aplica na prática. De fato, por lei, restrição da liberdade não pode ter lugar.

conspiração

Na Rússia, um outro crime muito mais grave é considerado ato ilegal cometido por conspiração prévia ou apenas alguns cidadãos. E um caso semelhante nos bordéis – não são incomuns. Assim, no art. 232 do Código Penal pode ter certeza de encontrar um castigo colocado sob tal cenário.

O que vai criminosos? Primeiro de tudo, a punição será nomeado para cada um o seu próprio. Ou seja, todos os prazos e medidas irá estender a cada membro do caso. No comprimento comum de estadia na prisão (algumas pessoas pensam que você pode apenas dividir as medidas "igual" a cada crime pessoa envolvida, não é).

Prisão de conspiração ou grupo de ação sobre a organização da natureza diversa dos bordéis, bem como proporcionar espaço para o suplemento, vai durar de 2 a 6 anos. Como já mencionado, para cada infrator. Além disso, eles têm o direito de impor restrições à liberdade. pena suspensa, novamente, fazer com que todos os envolvidos no caso. E ele foi até 24 meses. As datas exatas proferirá julgamento após cuidadosa consideração de todas as nuances.

organização

Art. 232 do Código Penal conforme alterada (e não só) envolve outro ponto bastante interessante. Trabalhando em conluio, ou grupo – é, naturalmente, um ato terrível. Mas ainda muito mais grave crime é considerado cometido por um grupo organizado. Não confunda isso com a conivência ou acordo.

Na verdade, uma tal violação é punível com o método mais grave. Se um grupo organizado forneceu instalações para tomar psicotrópicos ou estupefacientes, bem como tocas organizados e contidos, os seus membros designados pela privação de liberdade. Não é difícil adivinhar o que esta medida é fundamental. Então, fuga da prisão não vai funcionar. Quando você ficar em prisão tais desenvolvimentos varia entre 3 e 7 anos.

Restrição da liberdade também é o lugar para estar. Ao mesmo tempo que a pena suspensa pode ser atribuído ou não. Na prática, é claro, ele será usado muito frequentemente, quase constantemente. Restrição da liberdade de tocas ou disponibilização de instalações para o suplemento não é mais do que 2 anos. Estes são os padrões estabelecidos pela lei.

taxonomia

E agora um pouco sobre as características do artigo 232 do Código Penal. A coisa é que não só a organização direta ou manutenção de instalações devem ser punidos de acordo com a lei. Foi observado que o fornecimento de instalações para o suplemento também é punível. Só são tomadas em consideração as acções sistemáticas. Um único ato é improvável na prática será punido – ele é muito difícil de provar.

O que se quer dizer com a prestação sistemática? Quando o quarto é "emitido" para os criminosos antros mais de duas vezes. Muitos acreditam que já por duas vezes considerado. Na prática, este é o caso. Basta duas vezes para dar espaço para o bordel ou "estudantes droga-night-escola" para se tornar um participante direto no crime, que é punível nos termos do art. 232 do Código Penal.

comentários

Particular atenção deve ser dada aos comentários, que ajudam a entender o delito é cometido na íntegra. Nem sempre é o caso, por exemplo, constitui um crime. Se não, então ninguém vai julgá-lo sobre este ou aquele artigo. De qualquer forma, estas são as regras se aplicam na Rússia.

O artigo 232 do Código Penal comentários indicam que um bordel e a organização de actividades relacionadas com a adoção de drogas psicotrópicas e estupefacientes, é direcional. Ou seja, os participantes estão cientes de que eles estão fazendo. E não é tão importante, desde que motivos – por diversão ou por lucro. O fato permanece.

No âmbito da organização aqui significa a busca e contratação de instalações, onde você pode ter uma decisão direta de narcóticos. Compre aqui o add on. Mas, sob o conteúdo – atos intencionais que envolvem a organização do processo direto.

estrutura

É importante compreender que tipo de arte. 232 do Código Penal do crime. Nem todos serão punidos por seus atos. O ponto importante aqui – é a idade dos participantes do evento. responsabilidade penal por essa infracção, de acordo com a legislação russa, vem de 16 anos. Neste caso, a pessoa deve, inicialmente, ser responsável.

O aspecto subjectivo é caracterizado por intenção directa. Ou seja, os criminosos estão plenamente conscientes de que eles contêm ou organizar um ponto de encontro ou repetidamente dar espaço para ele. O ato pode ter algum objetivo específico, mas o crime não é afetado. Em outras palavras, o motivo não é uma característica do delito.