777 Shares 5967 views

A privatização do apartamento. A recusa do apartamento (amostra)

Bastante comum é a privatização do apartamento. A recusa do apartamento quando você faz um documento – é o direito de cada cidadão. E ninguém pode ser forçado a implementá-lo. O que significa? Homem a seu próprio pedido, ou se recusa o apartamento, ou ele está envolvido no processo de privatização da propriedade e se prepara para várias condições. Que os cidadãos devem estar cientes da falha nesse processo? O que nuances devem ser considerados? O que é uma amostra de rejeição da privatização do apartamento? Se sempre é necessário elaborar e executar? Entender tudo isso não é tão difícil como pode parecer à primeira vista. A principal coisa – compreender claramente as diferenças entre alguns dos termos.


Os dois conceitos – significados diferentes

A coisa é que na Rússia há dois conceitos diferentes. A primeira – uma rejeição da privatização. A segunda – a recusa em participar (isso é importante) na privatização. Parece que estes dois termos se referem à mesma coisa. Na verdade, não é.

Fracasso da privatização do apartamento – isto é, quando uma pessoa simplesmente em silêncio. Ele não pode exercer os seus direitos em relação ao processo que está sendo estudado. Não se recusar a participar directamente na privatização não concordar com a transação por outros. Em outras palavras, simplesmente não permite a realização do processo.

Recusa em participar na privatização – uma forma de expressão dos cidadãos. Neste caso, a pessoa expressa sua recusa em implementar a lei de privatização. Outras pessoas podem levar o processo a vida. A forma peculiar de aprovação da privatização do apartamento sem a participação de uma pessoa.

Somente quando o cidadão vai começar a entender claramente a diferença entre essas ações, será possível continuar a abordar a questão. Caso contrário, você pode ficar confuso e cometer um erro sério

Características de não-privatização

Para começar a entender o que inclui, particularmente, cada termo sugerido. Por exemplo, a rejeição de privatização. Tem sido dito que é uma forma peculiar de desaprovação de todo o processo.

prova documental de que necessita. Uma característica distintiva é o fato de que, neste caso, não pode acontecer privatização do apartamento. A recusa do apartamento não emitido, propriedade permanece com o município na propriedade. Enquanto as pessoas não expressam o seu desejo de realizar uma transação ou recusar por escrito dela, você não pode converter o estado em propriedade privada.

Características da recusa em participar

A seguir, são nuances particulares de se recusar a participar na privatização. Tem sido dito – é uma forma peculiar de propriedade permite a transformação do municipal como privado. Neste caso, uma pessoa que se recusa a participar do processo, não terá quaisquer direitos de habitação significativas. Apenas para o alojamento, se ele está registrado lá.

O que você precisa colocar a privatização do apartamento? Recusa de um apartamento no caso de recusa em participar na transformação da propriedade de uma forma para outra exige documentação. Normalmente fornecido por um documento especial que aponta para o resto da permissão inquilinos para realizar idéias sem um ou mais residentes.

Todos aqueles que não querem participar na privatização, deve providenciar seu próprio fracasso. Mais sobre isso mais tarde. Primeiro, você deve entender o que as consequências seriam contentes de cidadãos. Na verdade, a recusa em participar na privatização – é um passo sério. É necessário pensar cuidadosamente. Voltar tudo como era antes do registro do apartamento na propriedade, não vai funcionar. A presença de insuficiência por escrito confirma a legalidade da transação.

O direito de privatizar

Você precisa prestar atenção, sem deixar do número de vezes na Rússia é possível participar na privatização. O principal problema é o fato de que este processo é um número limitado de vezes previstos em lei.

Mais especificamente, um. Todo cidadão tem o direito de participar na privatização de uma vez. Após essa chance é realizado, voltar a ser um membro da propriedade municipal do processo de conversão em particular, é impossível. Sem tal pessoa fácil ir privatização do apartamento.

Deve-se ter em mente que obrigatória na aplicação correspondente, que dá origem ao processo especificado filhos menores. Privatizar a propriedade tem o direito de todos os cidadãos, prescrito em uma habitação particular. Mesmo um menor de 14 anos. Eles estão na habitação privatizada deverá proporcionar uma participação sem falhar.

Recusa de menores

No entanto, às vezes você pode encontrar uma maneira de sair da situação. Precisa de privatização do apartamento? A recusa do apartamento de uma criança, como já foi dito, não pode ser feita. Menores entrou necessariamente no contrato. Mas, enquanto há uma exceção.

Se você quiser privatizar o apartamento sem uma criança, terá que virar à tutela. Recusa em participar na privatização serão feitas por escrito e, como a resolução da tutela.

Isso é recusar uma parcela menor da lata, mas ele vai trazer um monte de problemas para os pais. autoridades de tutela vai aprender todas as nuances e requisitos das circunstâncias. Foi só depois de a vontade de provar que os interesses menores não são afetados, seguido de uma decisão positiva. Na prática, a maioria das crianças apenas sempre participar na privatização.

terreno

Muitas pessoas perguntam por que razão pode abandonar o processo em estudo. Além disso, e para participar, e na conversão total de propriedade municipal como privado. E pode se recusar a privatização de acordo com a lei?

Sim, isso acontece. Mas isso acontece muito raramente. Não devemos pensar que uma lista completa dos documentos e uma correta, o apelo consistente para as autoridades relevantes – é um sucesso de 100%. Pode ser seguida por uma falha no processo de privatização do apartamento. Os motivos para a lei sobre isso está disponível a partir do município.

Quais? De acordo com as regras, não sujeito à privatização da propriedade seguintes categorias:

  • dormitórios;
  • "apartamentos de Serviços" – aqueles beneficiem os trabalhadores;
  • propriedade de emergência;
  • apartamentos que estão em áreas militares fechadas (cidades);
  • bens de propriedade pelo Fundo de protecção social da população.

Assim, se uma casa está relacionada a uma das categorias acima, seguido por falha na privatização do apartamento. Base para isso é perfeitamente legítimo. Mas, para a renúncia voluntária de boas razões para não necessárias. Mas, como regra, solte destaques que ajudam a justificar a sua escolha. A principal coisa – lembre-se, ninguém tem o direito de coerção por escrito da recusa em participar na privatização.

voluntariamente

Então, por algum motivo, a maioria das pessoas se recusam a converter propriedade em propriedade privada? Quais são as razões (na ausência de restrições legais) não tomar o apartamento privatização? A recusa do apartamento, decorado em preto e branco, como já foi dito, permite que o resto da encarnação viva do problema sem uma pessoa.

razões voluntárias seguintes cenários são na maioria das vezes:

  1. Consideração do aumento do espaço de vida. Nem todos e não privatização sempre rentável. Por exemplo, em apartamentos comunais desse direito não usa normalmente.
  2. Impostos. Na Rússia, por todos os meios disponíveis deve ser pago na propriedade. impostos sobre a propriedade são muitas vezes se repelem.
  3. Por que ainda não pode colocar a privatização do apartamento? Recusa da ação ou todo o processo torna possível não se preocupar com reparos. Na Rússia, os proprietários são obrigados a pagar para a prestação de reparação trabalhar-se. propriedade municipal é reparado às custas do Estado.
  4. Subsídios e incentivos. Moradores de cortiços muitas vezes fornecidos por uma variedade de bônus do Estado. Privatização pode levá-los embora.
  5. A participação na privatização de antigamente. Os comentários não são necessários. Se uma pessoa já tem projetado a propriedade municipal em privado, para voltar a envolver não consegue processar.
  6. Falta de desejo de ter uma participação no apartamento. Um fenómeno raro, mas ocorrendo. Às vezes as pessoas simplesmente não querem a privatização do apartamento. A recusa do apartamento baseada no fato de que os cidadãos já têm propriedade, e ele "dá" a sua parte dos inquilinos restantes.
  7. Negligência dos direitos à privatização "para mais tarde".

A última variante ocorre frequentemente. Os cidadãos devem sabiamente usar sua única razão. Até o momento não há restrições. Isso é o cidadão de participar na lata de privatização e aos 18 anos, e 48 e 88.

efeito

Qualquer ação legal significativa tem as suas consequências. O que faz com que o processo em estudo? As consequências de apartamentos privatização de falha, pelo menos, seleccionados a partir de um cidadão o direito de ser o proprietário do imóvel.

Na Federação da Rússia para a recusa em participar na privatização de todos se recusam a enfrentar restrições de direitos. Para os cidadãos podem ser atribuídas as seguintes características:

  • vida o direito de residência (perdido, se uma pessoa começa a tomar parte em uma privatização);
  • o direito à habitação livre para programas governamentais;
  • a possibilidade de comprar um apartamento no contrato social de emprego, se a pessoa está de pé na fila apropriada.

Apenas em realidade não é tão bom quanto parece. Após a rejeição do registro da privatização do apartamento pode privar uma pessoa de propriedade. Em teoria, vivem no território do cidadão imobiliário tem direito. Mas, ao mesmo proprietário tempo do imóvel pode vender um apartamento ou para fornecer condições de habitação comunais.

inscrição

Como a desistir da propriedade? Note-se que a recusa em participar na privatização – não é um processo tão difícil. A principal coisa – para saber as características de layout do documento.

Foi dito que ele deve ser apresentado por escrito. Elaborado por um notário. Só então pode colocar a privatização do apartamento. A recusa do apartamento prescrito requer cidadão dos seguintes documentos:

  • passaportes da Federação Russa;
  • referências, confirmando a existência de um registo;
  • forma de aplicação (geralmente elaborado por um notário).

Todos os trabalhos submetidos ao cartório, em seguida, emitiu uma confirmação negação. Este documento precisa de ser os futuros proprietários de imóveis.

amostra

Existem regras específicas que precisam ser guiados, se você quiser abandonar o processo em estudo. Que informações devem conter um documento? rejeição da amostra da privatização de apartamentos em uma base obrigatória é:

  • dados sobre o cidadão de lixo;
  • informações sobre a propriedade;
  • a razão de recusa (opcional);
  • data de inscrição;
  • assinatura da pessoa.

Com base no exposto, podemos dar um exemplo de fracasso. Ele será parecido com isto:

  • I, Ivanov Ivan Ivanovich, (passaporte), por este meio manifestar o seu direito de se recusar a participar na privatização de apartamentos, localizado no endereço (informações). A decisão é voluntária. As razões que eu expliquei e totalmente compreendido. Com as consequências de sua decisão familiarizado.

Aqui está uma forma de fracasso da privatização do apartamento, você pode preencher e enviar para o notário. Depois de garantias do documento é dado aos futuros proprietários. A presença de objector de consciência nos apartamentos de design para a propriedade privada não é necessário. Apenas a sua recusa por escrito.