729 Shares 1906 views

M. Prishvin, "Pantry of the Sun": lembre-se. "Pantry of the Sun": tema, protagonistas, resumo

Muitas vezes, para entender o significado do trabalho, ajuda a dar gorjeta. A "copa do sol" é um conto de fadas do famoso escritor soviético M. Prishvin. Este livro destina-se a leitura infantil, é estudado na sexta série, mas traz um profundo significado filosófico, já que sua principal idéia é um problema eternamente urgente da relação entre homem e natureza. A história está imbuída do amor caloroso do autor por seus heróis e o ambiente vivo envolvente. Ao mesmo tempo, a narrativa se distingue pelo humor sutil, pelo qual os leitores adoraram esse conto de fadas.


Opiniões sobre os heróis

Ao preparar uma aula escolar para o trabalho em questão, a revisão ajudará. A "despensa do sol" é considerada uma das melhores obras de Prishvin. Foi nessa história que seu talento como escritor-artista, glorificou a beleza da natureza russa, foi plenamente manifestado. Os leitores afirmaram unanimemente que os personagens principais do conto de fadas, o irmão de Mitras e sua irmã, Nastya, acabaram sendo extremamente bem sucedidos.

Rapaz corajoso e valente, procurando ser independente, e uma garota sensata e inteligente ganhou imediatamente a simpatia dos fãs, fãs da criatividade do escritor. De acordo com sua observação, o autor construiu habilmente uma narrativa sobre o contraste de seus personagens. O recall ("A despensa do sol", assim, tornou-se não só um conto de fadas sobre a aventura na natureza, mas uma história interessante sobre a interação de duas pessoas tão diferentes entre si) sobre o livro mostra o interesse contínuo dos leitores modernos nesse romance simples e um tanto ingênuo . Todos eles observam o enredo fascinante, as características psicológicas detalhadas dos personagens e a descrição colorida da paisagem.

Introdução

O trabalho começa com uma descrição da vida dos heróis na aldeia. A ação ocorre em uma aldeia não muito longe da cidade de Pereyaslavl-Zalessky. Nastya e Mitrasha são órfãos, seus pais morreram durante a guerra, então eles são forçados a liderar sua própria fazenda sozinho. A menina se levanta cedo para ter tempo para fazer todo o trabalho necessário, e Mitrasha a ajuda em tudo. Os leitores apontam para a veracidade e confiabilidade da descrição do autor das condições complexas nas quais as crianças se encontraram. O fato de os usuários gostarem desta introdução é evidenciado pelo feedback. A "copa do sol" é um dos livros mais lidos de Prishvin, precisamente devido à reprodução fiel de uma época complexa de pós-guerra pelo exemplo dos dias úteis dessas crianças.

String

O ímpeto para a ação foi a decisão de seu irmão e irmã de ir à floresta para colecionar cranberries. Prepararam-se cuidadosamente para a marcha, já que a estrada não estava próxima, e além disso, a caminho, eles poderiam estar em perigo. A história "O armazém do sol", cujos personagens principais merecem o amor do leitor por sua espontaneidade e coragem, contém uma descrição muito colorida da clareira florestal onde as crianças estavam indo em busca de bagas.

Os leitores observam que este lugar é um dos melhores em toda a história, pois o escritor com especial amor e calor transmitiu o mistério e a beleza da floresta russa. Em sua opinião, esta passagem traz uma grande carga semântica, já que foi a floresta enigmática que se tornou o lugar onde os principais eventos da história se desenrolaram. O livro "Pantry of the Sun", cujos personagens principais se brigaram durante a campanha e foi de maneiras diferentes, o que levou a incríveis aventuras de Mitrasha, surpreende os leitores com uma imagem da paisagem que precede a ação principal.

Uma cena no pântano

Nastya encontrou uma clareira com cranberries e então foi levada pela coleção dela que ela esqueceu a disputa com seu irmão. E o último, entretanto, entrou profundamente no mato da floresta, até que finalmente ele encontrou o pântano. Os leitores apontaram corretamente que o escritor não descreveu, em vão, tão detalhadamente quanto a maneira como o menino foi à procura de bagas: de acordo com eles, a imagem de um deserto sombrio, árvores escuras, terreno vazio cria uma sensação de perigo e adversidade iminente. Como nenhum outro escritor soviético, ele conseguiu criar uma atmosfera de mistério na natureza, M. Prishvin. A "despensa do sol" é um exemplo vívido disso. A narração desdobrada da viagem de Mitrasha através do pântano, de acordo com os leitores, é um dos momentos mais intrigantes de todo o livro. A cena criada pelo autor, e enfeitiçando, e assusta ao mesmo tempo, então o incidente resultante produz um duplo efeito.

Forester's Lodge

Especialmente emocionante e sincero, o autor fala sobre a vida de Antipych neste lugar denso e terrível. Ele tinha uma pequena cabana, que ele ocupava com seu cão Travka. Este homem era um guarda florestal local e, apesar da triste atmosfera em que ele tinha que viver, ele manteve sentimentos humanos quentes por tudo ao seu redor. M. Prishvin atribuiu grande importância a esses personagens menores. "Pantry of the Sun" não é apenas a história das crianças, mas também uma narrativa sobre a vida do homem na natureza. Na época da história, Antipych havia morrido, e na sua casa pequena havia apenas uma Grama. Ela cazou os lebres, sem suspeitar que ela mesma estivesse em perigo, já que um lobo terrível, apelidado pelos habitantes locais do Landlord Grey, estava constantemente andando por aí.

Culminação

O momento mais agudo e tenso no conto é a cena em que o autor descreveu a aventura de Mitrasha no pântano. O menino escolheu um caminho muito perigoso para chegar ao desmatamento e, passando por um caminho estreito entre as grandes árvores, caiu acidentalmente no Cean Elan. Então, na aldeia, eles chamaram de pântano florestal. A história "O armazém do sol", cujo conteúdo difere a moderação e o lazer, é caracterizada pela alternância de pinturas da natureza e cenas espetaculares.

Segundo os leitores, o incidente no pântano é o mais intenso e dinâmico em toda a história, embora a narrativa seja conduzida com o mesmo espírito e ritmo. No entanto, de acordo com os usuários, o autor conseguiu transmitir no mesmo estilo toda a dinâmica e tensão do momento. De acordo com as críticas da maioria dos leitores, o episódio em que o autor enfatiza a firmeza e discrição de um menino que não perdeu a presença de um espírito que lembrou o conselho de seu pai e conseguiu salvar-se da morte com a erva foi especialmente expressivo.

Desacoplamento

Nas aulas escolares, os alunos freqüentemente recebem o tópico "Prishvin sobre a natureza". O trabalho em questão não pode ser mais adequado para a divulgação desta questão, uma vez que a floresta é um ator de pleno direito. O autor, seguindo os motivos do conto de fadas, mostra como a natureza às vezes ajuda as crianças, e às vezes, pelo contrário, esconde o perigo para elas. A maioria dos usuários observa que o escritor teve a idéia de que uma interação cuidadosa e inteligente com o meio ambiente ajudou os heróis a evitar o perigo. Assim, a história "A despensa do sol", cujo tema é a necessidade da unificação do homem e da natureza, é reconhecida como uma das melhores histórias do gênero de contos de fadas na literatura russa.