712 Shares 2609 views

A punição para st.175 Código Penal. transações financeiras ilegais

O fato de que, tendo alguém é ruim, eles sabem quase tudo. Este dizer aos pais os seus filhos com a idade muito precoce. Para aqueles que não aprendem com o tempo a esta ciência, há um item separado. 175 do Código Penal.


molho de carne

Muitas pessoas sonho de um dia acordar o homem mais rico do mundo. Mas nem todo mundo está pronto para ir para este crime. Aqueles para os quais não há princípios morais elementares deve ser mais cedo ou mais tarde responder por suas ações ao abrigo do art. 175 do Código Penal.

Em uma situação, quando uma pessoa quer vender uma coisa sem seus direitos legítimos, ele cometeu um delito. Advogados chamam de venda do imóvel, que conscientemente obtidos por meios criminosos. Em suma, o roubo. Para isso, ele pode ser responsabilizado com base no Art. 175 do Código Penal. E o comprador que concordou em comprar o item, sabendo que seu histórico criminal? Claro, ele também é culpado. Percebendo que uma transação ilegal, o candidato a comerciante decidiu obter um benefício para si mesmo. É claro que ele vai pagar por essa coisa é muito abaixo do seu preço real. Após o vendedor vai querer fazê-lo rapidamente e sem pergunta. Por suas ações, que abrange o ladrão e se torna seu cúmplice. O castigo do "empreendedor" como Art estipulado. 175 do Código Penal. Como resultado, ambos os lados são culpados e devem responder perante a lei.

fatos:

Para a aplicação deste artigo, você deve ter o atributo mais importante – o objeto do crime, que é a própria propriedade que tentou vender. Poderia ser qualquer coisa, exceto para os metais preciosos, materiais perigosos, drogas e armas. Para o tráfico de esses itens é punível pelo Código Penal para outros itens. Neste caso estamos a falar de um negócio onde uma pessoa tem criminosa por alguma propriedade e deseja vendê-lo. O outro, por sua vez, é para comprá-lo pronto, apesar do fato de que, na verdade, torna-se o assunto do crime.

Na época do contrato, ele nem sequer pensa. Talvez ambos cúmplice, mesmo ciente de que não é arte. 175 h. 1 do Código Penal, mas a ganância tem suas causas e fazer erros. Há situações em que os itens anteriormente roubados são enviados para alguém como um presente ou agir como pagamento da dívida. A partir disso, eles não perdem a sua identidade. A exceção pode ser o fato de que os objetos são dadas no tempo com regresso obrigatório. Aqui é um fato, não há posse permanente que muda completamente o quadro inteiro.

recompensa

O resultado final é, em qualquer caso o veredicto. Art. 175 do Código Penal prevê a quebra relevante das seguintes penalidades :

  1. Como parte do 1 na propriedade, que foi um acordo preliminar, os autores podem obter: uma multa de 40.000 rublos. para todos os tipos de renda nos três meses até 480 horas de obrigatória, até dois anos de corretiva e até três anos de trabalho forçado, bem como a perda de sua liberdade durante três anos.
  2. Parte 2 trata dos casos em que um grupo de indivíduos que agem em plano previamente combinado (acordo). Além disso, o assunto do crime é o óleo (ou produtos derivados), carros ou outras coisas caras. Aqui punição mais rigorosa. Além da liberdade limitada de 3 anos, você pode obter seis meses de prisão, de 5 anos de trabalho forçado, multas substanciais – de 80 000 rublos. e até seis meses de renda.
  3. Parte 3 é usado nos casos em que todas as ações descritas anteriormente foram realizadas por um grupo organizado, ou eles levaram o homem que a este uso de sua posição oficial. Aqui o termo do trabalho forçado pode ser de até cinco anos, com a possibilidade de prisão parcial. É também possível penalidade, análogo ao descrito na Parte 2, excepto para possíveis dois anos adicionais de detenção.

Alguns acreditam que qualquer um destes castigos muito mole, mas a lei deve sempre ser humano e para evitar a crueldade indevida.