104 Shares 3246 views

Nódulos micómicos: tratamento, remoção. Nó miomático subsistente. Nó miomático intersticial

Nos últimos anos, as mulheres estão cada vez mais confrontadas com doenças do sistema reprodutivo. As patologias podem ter diferentes causas de origem, desde ecologia pobre até ausência de trabalho e abortos freqüentes. Os micos de Myoma eram um tumor bastante comum. Eles aparecem mais frequentemente em seus anos reprodutivos. No entanto, durante este período pode simplesmente não ser encontrado. No entanto, no momento em que a menopausa e a menopausa aparecem muitos dos sintomas desta doença.


Tratar micos de miomato ou não é uma questão para cada mulher pessoalmente. No entanto, vale a pena mostrar o tumor ao médico. Na maioria dos casos, a patologia não se desenvolve em um tumor maligno, mas essa probabilidade ainda está presente. Este artigo irá dizer-lhe sobre o que um nodo miomático pode ser. Você descobrirá as peculiaridades da localização do tumor. Saiba também como você pode curar o mioma do útero.

Caráter do processo tumoral

O nódulo miomático formado no órgão da gravidez ou em sua cavidade é uma entidade benigna. O tamanho desta patologia é calculado em semanas de gravidez. Pequenos nós miomatosos na maioria das vezes não se manifestam. No entanto, à medida que o tamanho aumenta, a mulher começa a observar uma variedade de sintomas. Os mais comuns são os seguintes:

  • Dor abdominal;
  • Atraso na menstruação ou sangramento prolongado;
  • Aumento do peso corporal (com formações grandes);
  • Constipação e passabilidade intestinal prejudicada;
  • Patologia da uretra e assim por diante.

Os nódulos micóticos geralmente têm uma forma arredondada e consistem em fibras musculares entrelaçadas. Eles podem ser solteiros e múltiplos, localizados em uma perna fina ou sentar-se firmemente na superfície do órgão genital.

Como é encontrado o mioma uterino

Esta patologia é uma razão freqüente para entrar em contato com um ginecologista. Quase 250 mulheres de 1000 têm um moma no próximo exame. As formas de detectar um tumor podem ser diferentes.

Se o tamanho da lesão for inferior a 2 centímetros de diâmetro, então você pode vê-los apenas durante um ultra-som. Com a aparência de múltiplos focos e crescimento intensivo, um ginecologista experiente pode colocar um diagnóstico similar por palpação. Além disso, fibromas uterinos são freqüentemente encontrados durante a tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Tipos de moma

Como você já sabe, um tumor pode ser único e múltiplo. Além disso, há uma classificação adicional, que permite que você divida a patologia em formas de formação. Os tipos de tumor podem ser os seguintes:

  • Nó miomático submúcido (neoplasia submucosa com haste fino);
  • Formação intersticial ou intramural (patologias intermusculares localizadas na parede do órgão genital);
  • Aparência de subserosal (localizada na parede externa do útero e muitas vezes tem um pé);
  • Tumor Intraligamentar (um nódulo localizado nos ligamentos ou entre eles).

Além disso, há menos nós cervicais e nascentes. Nesse caso, o corpo do tumor está localizado no canal cervical ou simplesmente trava-o.

Se é necessário tratar uma patologia

O tratamento do nódulo Myoma pode ter diferentes. Tudo depende de onde o tumor está localizado. A presença de sintomas também é importante. Se uma mulher não expressar nenhuma queixa, o médico geralmente recomenda simplesmente assistir o tumor. Ao mesmo tempo, os exames regulares e os exames de ultra-som são nomeados. Quando o tumor começa a ganhar crescimento e aumento, o tratamento é obrigatório.

A correção pode ser realizada de várias maneiras. Recomenda-se a remoção de nós miomatosamente. No entanto, para isso deve haver certas indicações (aumento do crescimento, presença de queixas e assim por diante). Além disso, o médico pode escolher a terapia conservadora. No entanto, nem sempre dá um efeito positivo. Muitas vezes, após a correção hormonal começa a aumentar o crescimento do tumor, e torna-se ainda mais do que no início. Consideremos as formas básicas de tratamento de nós mioomatosos.

Terapia de medicação

Na maioria das vezes, os especialistas prescrevem medicamentos hormonais contendo agonistas hormonais, liberadores de gonadotrofina. Esse grupo de drogas ajuda a reduzir a produção de estrogênios. Isso reduz o crescimento do tumor. No entanto, após a retirada do medicamento, pode ocorrer um efeito inverso inverso. Neste caso, o tamanho do tumor começa a aumentar intensamente e atinge o tamanho anterior. Muitas vezes, um nó de moma subserous pode ampliar sua perna e sua torção ocorrerá.

Além dos homones, o ácido tranexâmico pode ser administrado. Promove a trombose de alguns vasos. Como resultado, a nutrição do tumor é perturbada. O nó miomático subsistente e outros tipos de formações podem morrer completamente. No entanto, isso não garante que não haverá recaída.

Muitas vezes, a terapia médica é usada antes da cirurgia. Neste caso, o efeito do tratamento será o máximo.

Imobilização arterial

Este procedimento permite curar o nó miomático intersticial e outros tipos de tumor. É realizada exclusivamente nas paredes do hospital. Não requer o uso de anestesia e hospitalização prolongada.

Um paciente é injetado na artéria femoral por um cateter que penetra em um dos vasos uterinos sob observação de raios-X. Depois disso, uma droga que bloqueia o fluxo sanguíneo é vertida. Uma conseqüência disso é o entupimento das artérias que alimentam o mioma. Não se preocupe com a condição do órgão prenatal com esse tratamento. O fluxo de sangue para ele será através das artérias e vasos menores.

Ultra-som

Um nódulo miomato intramural, como outros tipos de tumor similar, pode ser curado por ondas ultra-sônicas. O procedimento não requer anestesia e hospitalização.

Durante a manipulação, a mulher é colocada sobre a mesa e o médico dirige o fluxo de ondas para a área pélvica. A operação é realizada sob o controle do aparelho de ultra-som ou ressonância magnética. As ondas de radiação promovem o aquecimento de tecidos tumorais. Os órgãos vizinhos não estão danificados. Sob essa influência, o nó morre, e sua estrutura é substituída por um tecido conjuntivo.

Este método de tratamento é utilizado em mulheres jovens e nullíparas. A manipulação é bastante nova e cara. Infelizmente, nem todas as instituições médicas têm a oportunidade de realizar esse tratamento ainda.

Cirurgia: remoção de mioma

O nódulo miomático subesférico do médico é recomendado para ser removido cirurgicamente. Esta formação está localizada na parede exterior do órgão genital. Na maioria das vezes, o tumor possui uma perna fina, que pode ser torcida. Esta neoplasia também pode afetar o trabalho dos órgãos vizinhos: trompas de falópio, ovários e intestinos. A operação para remover esse tumor é realizada sob anestesia geral. Neste caso, um método laporoscópico ou de laparotomia pode ser usado. Com a ajuda de ferramentas especiais, o médico disseca a base do tronco fibróide e remove o tecido danificado.

O nó miomático intersticial também pode ser removido dessa maneira. No entanto, os tecidos do órgão genital estão danificados. Existe uma chamada ressecção das mucosas. Esta correção pode ter consequências bastante deploráveis, especialmente se a mulher está planejando uma gravidez. É por isso que os pacientes jovens são recomendados para escolher métodos mais modernos de tratamento.

Remoção uterina

Quando um grande tamanho de nódulos miomatosos é detectado, uma mulher mostra remover o órgão genital. No entanto, vale a pena considerar a idade do paciente e a presença de seus filhos. Sem dúvida, se possível, o médico tenta manter o útero. No entanto, isso nem sempre funciona.

A remoção do útero é realizada com danos extensivos nas mucosas e a presença de sintomas que interferem na vida normal. A operação está sob anestesia geral. Ao mesmo tempo, uma mulher é hospitalizada por vários dias.

Qual é a diferença entre o mioma subsistente e o nó intersticial

Essas formações tumorais diferem em sua localização e influência no trabalho do corpo feminino. Assim, o nó subserous está localizado na cavidade abdominal. No entanto, não causa sangramento frequente, em contraste com os miomas intersticiais. Além disso, o tumor não afeta a gravidez eo processo de concepção. Com tal doença, as rupturas hormonais raramente ocorrem. Enquanto um tumor intersticial leva a anemia, perda de sangue e dor freqüente na pequena pélvis.

Consequências dos fibróides

A mais freqüentemente detectada e curada patologia no tempo não causa conseqüências e complicações. Se você identificou pequenos nós, a correção pode ser adiada indefinidamente. Neste caso, é necessário acompanhar de perto o crescimento do tumor.

Se você não se preocupa com sua saúde e não presta atenção ao miooma do útero, então pode crescer rapidamente no tamanho e levar à infertilidade. Além disso, a patologia tem a possibilidade de degeneração em uma forma maligna, mas isso é muito raro.

O sangramento frequente eo mau funcionamento do corpo afetam negativamente o bem-estar de uma mulher. É por isso que, quando você encontra uma doença, você precisa entrar em contato com o ginecologista o mais rápido possível. As mulheres após quarenta anos são regularmente visitadas por salas de ultra-som e passam por exames preventivos. Isso permitirá a detecção atempada de uma possível neoplasia e começará o tratamento.

Resumindo

Você sabe muito sobre o mioma uterino. Muitas mulheres ficam gravidas com segurança e dão à luz com esta patologia. No entanto, durante a realização do bebê, o tumor pode tornar-se maior e criar uma ameaça para a vida do feto. Aqueles mulheres, cujas mães e avós sofriam de fibromas uterinos, são mais propensos a desenvolver essa patologia.

Cuide bem sua saúde. Se você tiver alguma dúvida ou sintomas da doença, entre em contato com o seu ginecologista para obter conselhos. Se necessário, o médico irá nomear estudos adicionais e recomendar o tratamento. Saúde para você!